Ibovespa: O que é? Para que serve? Como usá-lo a seu favor?
20 de outubro de 2017
Como as notícias movimentam o mercado da bolsa
30 de outubro de 2017
Exibir tudo

03 investimentos isentos de imposto de renda

Todo ano, na hora de declarar o famoso imposto de renda, muita gente acaba decepcionada (e surpresa) com todas as deduções desse imposto e com o valor a ser pago ao “leão”.

E principalmente para quem tem algum tipo de investimento, a hora de acertar as contas com o Governo pode ser traumática. Isso porque, hoje, boa parte das aplicações disponíveis no mercado está sujeita a sofrer deduções sobre sua rentabilidade na hora de declarar o imposto e, em alguns casos, a porcentagem do desconto pode passar dos 20%.

Isso desanima muita gente na hora de começar a investir e, caso a pessoa não tome os cuidados certos, ela pode acabar tendo prejuízos por essas deduções.

Porém, para quem não quer ter preocupações na hora de fazer sua declaração de imposto de renda, existem alguns bons investimentos totalmente isentos de deduções. Então, não é preciso abandonar suas aplicações por medo do leão!

Confira a seguir três tipos de investimentos totalmente isentos de imposto de renda e que podem ser uma excelente opção para você:

LCI e LCA

Como primeiro exemplo dos investimentos isentos de imposto de renda, temos as letras de crédito, tanto imobiliária (LCI), quanto do agronegócio (LCA).

No caso desses investimentos, os valores aplicados são utilizados pelas instituições bancárias para investir e apoiar o setor imobiliário ou de agronegócio. Por isso, como recompensa ao investidor que escolhe essa aplicação – que é bastante importante para o país – o governo mantém seus rendimentos isentos do imposto de renda.

Esse tipo de investimento é bastante interessante para quem tem um perfil mais conservador e busca por aplicações seguras e simples. As letras de crédito são consideradas um investimento de renda fixa (pré ou pós-fixada) e são protegidas pelo FGC (Fundo Garantidor de Crédito. Ou seja, para valores de até 250 mil reais, seu dinheiro estará seguro, ainda que a instituição bancária quebre.

Além do mais, outra vantagem é que é possível encontrar investimentos com vencimento rápido, chegando até a 3 meses. E é importante ficar atento a esse ponto, pois as letras de crédito não podem ser resgatadas antes do término da carência.

CRI e CRA

Assim como as letras de crédito, o CRI (Certificado de Recebível Imobiliário) e CRA (Certificado de Recebível do Agronegócio) são investimentos criados para captar recursos para os mercados imobiliário e do agronegócio. Por isso, eles também são isentos de descontos no imposto de renda.

Os CRIs e CRAs são aplicações que se popularizaram bastante nos últimos dois anos e são mais indicadas para quem pode investir de forma mais agressiva. Diferente das letras de crédito, os certificados são negociados diretamente com as empresas dos setores em questão e, por isso, o dinheiro aplicado neles não é protegido pelo FGC. Porém, em compensação, o retorno nesses casos pode ser muito maior, muitas vezes superando 100% do CDI.

Antes de investir é sempre importante pensar nessa relação entre rentabilidade e risco e entender se a aplicação nos certificados de recebíveis realmente vale a pena para você.

Debêntures Incentivadas

Assim como o Governo e os bancos recebem investimentos para financiar suas atividades e pagam juros sobre eles, empresas privadas também podem fazer isso. Nesse caso, elas emitem debêntures (que são títulos de renda fixa). Essas debêntures, quando utilizadas para apoiar ações voltadas para infraestrutura, são chamadas debêntures incentivadas e possuem isenção de imposto de renda, como forma de apoiar o investimento de empresas privadas nesse setor.

Esse tipo de investimento também pode oferecer excelentes retornos, mas é preciso ficar atento: como as debêntures são negociadas diretamente com as empresas privadas, elas não são protegidas pelo Fundo Garantidor de Crédito e deixam o investidor mais vulnerável à calotes e até a uma possível quebra da empresa.

Portanto, antes de se aventurar com esse tipo de aplicação, tenha certeza de que você escolheu uma empresa de confiança e que está estável no mercado. Assim você protege seu dinheiro e pode investir de forma mais tranquila.

Conclusão

Agora que você já conhece algumas opções de investimento que são isentas de imposto de renda, já pode começar a planejar suas aplicações e a se dar bem no mercado financeiro. Clicando aqui, você pode ver dicas para fazer um bom plano de investimentos e para ter mais sucesso com suas aplicações.

Mas vale lembrar também que existem vários investimentos que, apesar da dedução do imposto, valem muito a pena, dependendo da sua situação e das suas expectativas. Se você está querendo mais dicas e opções para começar a investir, vale também conferir este artigo aqui, que trás 4 possibilidades para quem quer deixar a poupança e se aventurar no mercado financeiro.

E se você gostou deste conteúdo, você pode encontrar muito mais em nosso blog! Assine nossa newsletter e fique por dentro de todas as nossas novidades. Compartilhe também esse artigo em suas redes sociais!

Formulário de Contato

    NOME COMPLETO
    E-MAIL
    ASSUNTO
    DEIXE SUA MENSAGEM
    ×
    Ajuda? Chat via WhatsApp